sábado, 27 de fevereiro de 2016

Refletindo com Dom Helder




A velha estrada ficou em meus olhos


Os caminhos, também, envelhecem e morrem.
Somos da mesma idade, querida estrada.
Vê com que amizade
contemplo
tuas barrancas meio gastas
enquanto olhas, 
fraternalmente,
minhas rugas sempre mais fundas...
Tua glória e a minha
é a de servirmos de caminho,
a de não retermos,
e de gastar-nos
conduzindo, conduzindo, conduzindo...

Dom Helder Camara

***

2 comentários:

  1. Boa Tarde, querida Zui!
    Gastando-nos e servindo a Deus e ao próximo!
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir
  2. Que linda reflexão;oração! bjs, chica

    ResponderExcluir