domingo, 11 de novembro de 2012

Soneto a Jesus Crucificado




Se sois riqueza, como estais despido?
Se onipotente, como desprezado?
Se rei, como de espinhos coroado?
Se forte, como estais enfraquecido?
Se luz, como a luz tendes perdido?
Se sol divino, como eclipsado?
Se Verbo, como é que estais calado?
Se vida, como estais amortecido?
Se Deus? Etais como homem nessa cruz?
Se homem? Como dais a um ladrão,
com tão grande poder, a posse dos Céus?
Ah, que sois Deus e Homem, bom Jesus!
Morrendo por Adão enquanto Adão,
e redimindo Adão enquanto Deus.

         Anônimo, séculos XVI-XVII

*

Nenhum comentário:

Postar um comentário