sábado, 15 de setembro de 2012

Nossa Senhora das Dores - 15 de Setembro

"Foi o Papa Pio VII que introduziu na liturgia a celebração das dores de Maria. A participação dolorosa da Mãe do Salvador em sua obra de salvação (Lc 2,33-35) é atestada na hora da cruz por João, que a recebeu por Mãe (Jo 19,25-27). Atualmente, esta memória se concentra melhor sobre ela e sobre o sacrifício de Cristo que ela própria oferece com ele ao Pai".





Sequência


Ó santa Mãe, dá-me isto:

trazer as chagas do Cristo
gravadas no coração. 


Do teu Filho, que por mim

entrega-se a morte assim,
divide as penas comigo.


Oh! Dá-me enquanto viver,

chorando sempre contigo.


Junto à cruz eu quero estar,

quero o meu pranto juntar
às lágrimas que derramas.


Virgem, que às virgens aclara,

não sejas comigo avara:
dá-me contigo chorar.


Traga em mim do Cristo a morte,

da Paixão seja consorte,
suas chagas celebrando.


Por elas seja eu rasgado,

pela cruz inebriado,
pelo sangue do teu Filho!

No Julgamento consegue
que às chamas não se entregue
quem por ti é defendido.

Quando do mundo eu partir,
dai-me, ó Cristo, conseguir,
por vossa Mãe, a vitória.

Quando o meu corpo morrer,
possa a alma merecer
do Reino celeste a glória!
Amém.  (Aleluia.)


(Missal Cotidiano, edições paulinas-1985)



Nenhum comentário:

Postar um comentário